TAPADA DAS MERCÊS

Pluralismo cultural no Concelho de Sintra

Situada no Concelho de Sintra, a Tapada das Mercês consiste numa localidade relativamente recente, onde residem quase 20.000 pessoas de pelo menos 27 nacionalidades diferentes e com uma estrutura etária jovem. Cerca de metade dos estrangeiros residentes na Tapada das Mercês são provenientes dos PALOP. Outros são originários do Brasil, da Europa de Leste e, também, de países africanos como a Guiné Conacri e Senegal. É de destacar também a importância de residentes portugueses descendentes de pessoas originárias de outros países. Parte significativa dos habitantes tem a dupla nacionalidade. São muitos, também, os agregados domésticos multiculturais. Para além da diversidade geográfica e cultural, a diversidade religiosa também caracteriza a Tapada das Mercês. Uma parte importante dos residentes são muçulmanos, convivendo lado a lado e pacificamente com pessoas de outras religiões, como católicos, ortodoxos e hindus. Esta diversidade marca o dia-a-dia da Tapada das Mercês, distingue a sua vivência urbana e consiste num recurso importante para a promoção da qualidade de vida do lugar.

As maiores dificuldades sentidas pelos imigrantes que habitam na Tapada das Mercês são o domínio da língua portuguesa, o acesso a documentação relativa à cidadania e a integração no segmento primário mercado de trabalho (menos precário, mais qualificado).

A aquisição de habitação própria ou em melhores condições foi um dos factores que mais atrairam moradores à Tapada das Mercês, que cresceu exponencialmente entre 1990 e 2009. Hoje, a localidade conta com um conjunto rico de organizações endógenas, que cooperam  entre si e partilham o mesmo objectivo, de servir a população local e promover o desenvolvimento sustentável.